Loopmancer

Depois de um mês desde o lançamento no PC e opiniões que variam entre “excelente roguelite” para “terrível sistema de progressão”, Loopmancer parece dividir uma audiência que normalmente tende a amar ou detestar os sistemas de um roguelite. Nesta quarta-feira (1) a EBrain Studio entrou em detalhes sobre os próximos passos para melhorar o game.

A próxima versão (1.04) trará o que a empresa chama de um sistema de “builds”. Em suma, ela vai pegar as armas que já estão presentes no jogo e adicionar novos tipos de efeitos ou habilidades passivas para que o jogador se sinta incentivado a completar uma run ou criar novas sinergias. Tais mecânicas não são incomuns no gênero, eu fico até surpreso de Loopmancer não possuir uma para começo de conversa.

Pelo que dá a entender, a EBrain Studio apostou um pouco demais na narrativa – algo que poucos jogos que são considerados roguelites, como Hades – conseguem fazer de maneira eficiente. A comunidade não gostou muito devido a fortes estereótipos e uma progressão desinteressante.

Eu ainda não tive nem tempo nem a chance de jogar Loopmancer, então posso comentar pouco sobre o assunto. Entretanto, tudo o que eu vi até agora não me deixou muito animado para jogá-lo. Ele é visualmente belo, mas aparentemente este é o máximo que a Ebrain Studio conseguiu capitalizar em cima do sistema roguelike.

Quem sabe não trarei impressões assim que a atualização 1.04 for disponibilizada?

Veja o trailer mais recente de Loopmancer abaixo:

Roguelite Loopmancer trará sistema de “builds” via atualização

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.