Everspace 2

Depois de um curto período de testes aberto à todos, a ROCKFISH Games publicou nesta quarta feira (4) a segunda grande atualização para Everspace 2 com a nova região de Zharkov. Como já apresentada em um trailer no começo de junho, a região é muito mais visualmente diversa e – agora que pude jogar – a mais desafiadora até então.

Para quem não leu a minhas impressões iniciais do game, uma das grandes críticas que eu fiz foi a demasiada ênfase no conceito de “loot shooter” ao invés de se focar em aspectos que tornassem o combate espacial mais atraente. Ainda que o foco de Everspace 2 não tenha mudado, a ROCKFISH melhorou bastante a IA das naves e deu um “nerf” em certos armamentos que causavam dano demais.

O resultado pelo o que pude ver até então é um jogo muito mais equilibrado onde o combate, embora agora seja um pouco mais “demorado”, é muito mais recompensador até mesmo na hora de ver que loot você ganhou caso saia com vida.

Além da região, Everspace 2 também recebe um novo tipo de nave – a Vanguard, cujo foco é em ser mais eficaz em se esquivar dos inimigos no combate – melhorias na interface de crafting (aleluia), um novo sufixo para itens, quatro novos tipos de mísseis e uma nova arma. É claro que missões primárias e secundárias – incluindo uma que envolve o controle de drones em uma visão de terceira pessoa – estão incluídas na atualização.

A Rockfish também comentou nas notas de atualização que ela otimizou o espaço em disco usado por Everspace 2. Foi embora o monstro de 70GB e agora ele ocupa pouco mais de 30GB. A desenvolvedora acredita que a versão final do game – prevista para 2022 — acabe passando de 77GB. Bom, ao menos eu já preparo o meu disco rígido para a versão final.

Eu ainda não consegui pegar a nova nave Vanguard, mas tendo visto a grande melhoria no comportamento da IA, agora estou mais do que disposto a dar uma segunda chance para Everspace 2.

A lista de alterações você encontra, como sempre, no fórum do Steam.

Região de Zharkov e nova nave são adicionadas em Everspace 2

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.