Poker Quest

Eu joguei poker uma vez na vida. Eu sei tão bem das regras que eu tinha ganhado a rodada, joguei as cartas na mesa e falei que elas não valiam nada. “Mas Lucas, olha aqui, essa é a maior pontuação que tem na mesa, você ganhou”. Isso já te dá uma boa noção do que eu vou sofrer para aprender “Poker Quest” da PlaySaurus e disponível a partir desta terça-feira (20) no acesso antecipado do Steam por R$28,99.

A desenvolvedora, mais conhecida por Clicker Heroes I e II, agora decide voltar para o agora famoso subgênero dos deckbuilders mas com algumas mecânicas e mudanças interessantíssimas. Ao invés de você ter um baralho com habilidade específicas, você ativa habilidades usando um baralho de cartas tradicional. Cada carta tem o seu valor e pode também potencializar algumas habilidades. Como mostrado em uma das imagens de divulgação, a habilidade “Darkstrike” pode causar +50% de chance de maldição caso ambas as cartas jogadas forem pares.

Eu venho cobrindo muitos desses deckbuilders nos últimos meses, mas digo que fora Poker Quest, apenas Erannorth Reborn e Deepest Chambre possuem mecânicas que posso julgar tão complexas quanto as apresentadas por Poker Quest.

A versão inicial de Poker Quest virá com 15 heróis com diferentes habilidades (como é de se esperar) e a expectativa é que ele fique menos de um ano em acesso antecipado. Devo dizer que estou bem empolgado para testá-lo e espero poder trazer as minhas impressões em breve.

Poker Quest entra em acesso antecipado no Steam

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.