The Angler

Em nota, a Expansive Worlds – divisão da Avalanche Studios focada em jogos de “simulação” – anunciou que a franquia “Call of The Wild” será expandida para um jogo de pesca, “The Angler”. A previsão é que ele dê as caras ainda este ano no PC via Steam e posteriormente nos consoles.

O trailer de anúncio já deixa claro que “The Angler” usará o mesmo sistema de mundo aberto de “theHunter: Call of the Wild”, o que já me deixa empolgadíssimo. A Expansive Worlds trabalhou por anos nele e hoje em dia eu tenho pouquíssimas reclamações sobre ele.

E, também como “theHunter”, “The Angler” poderá ser jogado em modo solo ou coop para até 16 jogadores – um número considerável levando em conta a temática. Infelizmente, pouco foi falado sobre os seus sistemas ou os diferentes graus de dificuldade que podem estar presentes no lançamento.

Mas, como muito bem disse, a Expansive Worlds conquistou a minha confiança com “theHunter: Call of the Wild”. Ele é o único jogo de caça que não me faz gastar meio salário mínimo todo mês para aproveitar e suas mecânicas são o equilíbrio perfeito entre arcade e simulação.

Com um mercado tão “saturado” de jogos de pesca medianos ou free-to-play insuportáveis (com a exceção do fantástico “Intergalactic Fishing”), eu tenho altíssimas expectativas para “The Angler”.

Pode ter certeza de que irei cobri-lo.

Expansive Worlds anuncia “Call of the Wild: The Angler” para 2022

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.