Mas senhor, quantos deckbuilders irão sair apenas em janeiro? Já temos Mahokenshi, Wander Hero, Slay The Zone e agora Power Chord. O último, da Big Blue Bubble que trabalhou em Foregone, teve seu lançamento confirmado para 26 de janeiro no PC. Preço no Brasil ainda não foi anunciado.

Fortemente inspirado por Slay The Spire e Darkest Dungeon, “Power Chord” é mais um daqueles jogos que tenta misturar mecânicas de ambos os títulos, adicionar um tempero diferente – no caso Rock e Metal – e torcer para que ele dê certo.

Até onde pude ver, “Power Chord” não faz nada de muito diferente de tantos outros títulos que já estão no mercado há tempos. Construa um deck, faça uma run, falhe, libere novas cartas, faça outra um, libere mais cartas, derrote chefões até – com sorte – chegar na área final do mapa. Inclusive, Circus Electrique do ano veio com uma ideia similar, mas decepcionou na implementação devido à ausência de um sistema de progressão sólido.

O que me deixa motivado a testar “Power Chord” é a possibilidade de usar múltiplos personagens com características e cartas distintas. Até então este tem sido o principal combustível para eu continuar a cobrir estes jogos. Nunca se sabe quando uma maravilhosa pérola – ou uma joia bruta – vai sair dessa mesclagem.

Aliás, este é – e vai sempre ser – o meu principal combustível para acompanhar jogos indies. Nunca se sabe quando você vai se deparar com algo fantástico… ou terrível.

Fique ligado para as nossas impressões de “Power Chord” assim que ele estiver disponível em 26 de janeiro.

Por ora, fique com o trailer mais recente e novas imagens do jogo:

Deckbuilder “Power Chord” chega dia 26 no PC

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.