Chivalry 2

Após o tradicional “um ano de exclusividade” para a Epic Games Store, a Torn Banner Studios e a Tripwire Interactive confirmaram nesta semana que “Chivalry 2” estará disponível a partir de 12 de junho no Steam. O lançamento coincidirá com a adição de uma terceira facção e cavalaria.

A atualização, intitulada “Tenosian Invasion” pode ser uma das maiores que a Torn Banner já fez para a franquia no geral. A desenvolvedora sempre foi bem conservadora com o equilíbrio entre facções (Agatha e Mason) e a disponibilidade de armas para a mesma. Os Tenosian, claramente inspirados pelos povos da região do norte da África e Oriente Médio, serão os primeiros a terem acesso a armas curvas e cavalaria.

Até então se sabe que eles estarão jogáveis nos mapas “The Breach of Baudwyn”, “The Razing of Askandir”, “The Charge of Wardenglade” e “Desert”. É possível que eles também deem as caras em partidas free-for-all, onde a maioria da comunidade de “Chivalry 2” vai para duelos 1vs1. Vale apontar que, assim como a versão da Epic Games Store, “Chivalry 2” terá partidas cross-plataforma com os donos da versão de console.  

Estou igualmente entusiasmado para a adição de uma nova facção em “Chivalry 2”, e preocupado. A Torn Banner ainda não disse nada sobre cavalaria para os Masons ou Agatha e isto pode muito bem “destruir” o equilíbrio do jogo se não for tratado com bastante cuidado. Eu tenho confiança de que a desenvolvedora vai implementar novas opções de defesa, mas uma mudança tão grande assim vai criar uma repercussão – positiva ou não – dentro da comunidade. Só espero que ela não deixe para trás os mapas que já estão em “Chivalry 2”. Eles são fantásticos e foram o que me fizeram voltar para o jogo dia após dia.

A Torn Banner também já adiantou que testará a atualização em conjunto com a comunidade, as datas dos testes serão divulgadas pelo site oficial, Discord ou Twitter do game. Preço do game no Brasil ainda não foi divulgado.

“Chivalry 2” chega em junho no Steam e traz uma nova facção

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.