Análise – Endless Space 2

Me impressiona a capacidade da Amplitude de unir mecânicas com um lore interessante e ainda levar o gênero 4X para novas direções. Após fazer isto com Endless Legend, Endless Space 2 traz mais provas da genialidade da desenvolvedora francesa. Ele está disponível no Steam a partir de R$79,99.

Endless Space 2 é em partes um 4X tradicional com grandes pinceladas de experimentação. Como aconteceu em Endless Legend, o foco é abraçar a personalidade de uma das oito facções disponíveis. Os Horatio podem assimilar outras facções menores via o DNA delas, o que faz com que seus traços sejam incorporados aos outros habitantes. Já os Riftborn são capazes de manipular o tempo e o espaço em cada sistema solar que controlam, o que garantem boosts para a sua produção.

Independente de qual facção escolher, Endless Space 2 pede para que o jogador saia de sua zona de conforto e descubra novas maneiras de interagir com o universo. Uma partida com os Unfallen — raça que cria “vinhas celestiais” — é completamente diferente de uma como os Riftborn. Os Unfallen são pacíficos, demoram mais a expandirem a sua civilização e devem ser jogados com cautela. Por outro lado, ganham bônus de pesquisa tão grandes que não precisam de uma galáxia enorme para se tornarem uma superpotência.

Na medida em que jogava, e o sistema de quests começava a dar suas primeiras aparições, mais próximo e interessado eu ficava por cada uma das facções. Algumas quests me levavam a tramas interessantes sobre a origem daquele universo, da minha própria facção ou garantiam uma maior estabilidade para os próximos turnos. Destaca-se o imenso trabalho para torna-las intrigantes, por mais que algumas caiam em certos estereótipos de “humanos vilões”, sempre há algo por trás das motivações para te dar aquela vontade de “mais um turno”.

Depois de tantos jogos 4X que já joguei, ainda me assusto com o fato de que quase não há quase tempo de respirar em Endless Space 2. Sempre existia uma, duas, três notificações após a passagem de cada turno. As vezes de uma quest que acabava de ser completada, um depósito de elementos raros descobertos ou uma nova mudança no paradigma político.

Endless Space 2

Política é um dos pilares para a construção de um império em Endless Space 2 e Amplitude, mais uma vez, fez um trabalho excepcional. Decisões feitas nas quests ou na construção de certas edificações resultam no fortalecimento de certas ideologias políticas dentro do império. Durante minha partida com os Unfallen, uma raça tipicamente pacífica, tive de entrar em guerra com os Vodyani por conta de um recurso estratégico para construir uma das Wonders. Rapidamente construí edificações de defesa em meus territórios, uma frota considerável graças aos meus planetas focados em indústria, e o ataquei.

Por ter optado por democracia como meu sistema político, a construção de edificações militares aumentou o apoio ao grupo militarista e, por muito pouco, não tirou os pacifistas do poder. O que era preocupante de início, na verdade mostrou-se como oportunidade. Um maior apoio dos militaristas permitiu com que eu elegesse leis que garantissem uma redução de 20% de custo das naves em Dust — moeda usada por Endless Space 2.

A política também tem um grande peso no novo sistema de heróis. Similar ao de Endless Legend, cada um tem um conjunto de habilidades e também filiação política. Podendo assumirem cargos como governadores ou líderes de frotas, a filiação partidária — científica, militar, pacífica ou meio ambiente — direciona a maneira como os planetas se desenvolvem.

A guerra foi vencida em parte por conta desta lei e o constante uso do meu herói militarista, que ajudaram com que as minhas reservas de dust não secassem em meio ao caos que havia se tornado o meu império durante 40 turnos. O dust, no entanto, nem sempre vinha dos planetas ou de leis que diminuíam o custo de certos projetos, mas também das vendas feitas no mercado intergaláctico.

O mercado intergaláctico é uma das inteligentes soluções da Amplitude para quem busca uma jogabilidade mais “tall”, sem ter de expandir demasiadamente o seu império. A partir que uma tecnologia é desenvolvida, o jogador tem a opção de estabelecer rotas de comércio entre os planetas e assim gerar Dust, assim como elementos estratégicos ou itens de luxo, que então podem ser vendidos no mercado intergaláctico ou usados para aumentar o nível de um sistema, o que pode ativar um aumento em pesquisa, a própria geração de dinheiro ou de alimento.

Como se já não bastasse uma camada estratégica, Endless Space 2 vai ainda mais a fundo com a camada econômica. Os preços no mercado intergaláctico estão em uma flutuação constante. Uma guerra em um sistema distante pode fazer com que os preços de certos itens despenquem e tornem-se mais atrativos para o jogador compra-los. Ou uma possível cadeia de eventos os aumenta ao ponto que eu consegui gerar mais de 10 mil Dust e depois comprar recursos estratégicos para construir uma segunda Wonder sem entrar em guerra. Tudo isto ligado ao lore do universo Endless.

Endless Space 2

Por mais que possa soar como algo impossível de acompanhar para um jogador novato, a Amplitude implementa um sistema de visualização que é facilmente o meu favorito dentre os jogos 4X. Ao invés de clicar em duas, três, quatro, cinco janelas, tudo é mostrado por um sistema de “scan” em diferentes níveis. O primeiro nível mostra as rotas de comércio, o segundo quais tipos de mercadorias são mais produzidas em cada sistema solar que controla e por fim o terceiro nível mostra com detalhes o quanto de alimento, dust e influência — usada para diplomacia e para leis — eles geram a cada turno.

O mesmo se aplica a janela de tecnologias , que conta com uma ótima ferramenta de busca e corta pela metade a tão famosa dor de cabeça de todo fã de 4X passou quando olhava para a imensidão de opções e falava para si mesmo “que será que tecnologia que eu quero?”. Além do que, o próprio jogo indica possíveis tecnologias que podem beneficiar a forma a qual guia o seu império feitas com base em decisões que tomou dez, ou até 100 turnos antes.

Por tudo que Endless Space 2 inova ou tenta fazer diferente, ele ainda carrega consigo alguns dos repetidos problemas em games 4X, diplomacia e combate. A inteligência artificial, salvo nas dificuldades extremas, é demasiadamente passiva. Junte uma montanha de dinheiro, crie frotas imensas e o máximo que recebe são ameaças.

O mercado intergaláctico traz um efeito secundário a própria diplomacia, tornar todas as facções quase isolacionistas. Para que tentar discutir termos para tentar comprar um recurso estratégico se cedo ou tarde você provavelmente vai ter Dust o suficiente para comprá-lo? Isto é viável com os Unfallen, que são uma facção de maneira geral pacifista. O United Empire, focado em industrialismo e intensa geração de Dust, tem uma facilidade maior ainda.

Passividade também é sentida por meio das batalhas, que tiram o sistema de três cartas de Endless Space 1 e colocam um sistema de estratégias que devem ser definidas antes do combate. Por mais variadas, a única coisa que o jogador pode fazer é assisti-las. Endless Space 2 não é o primeiro a deixar cair a peteca nesse quesito, tampouco o último. Mas, de tantas mudanças interessantes, esperava que o combate tivesse recebido o mesmo tratamento. Sins of a Solar Empire, mesmo com seu foco operacional ao invés de puramente estratégico, ainda é rei neste quesito.

Em comparação com outros lançamentos dos últimos tempos, Endless Space 2 apresenta uma base muito mais sólida como um jogo de estratégia 4X. Sabe como dispor informações quando necessário e traz consigo algumas das facções mais distintas desde Endless Legend. Caso a Amplitude Studios venha a manter o alto grau de suporte pós-lançamento como fez com seu último game, não há o que esperar além de ótimas novidades para o futuro.

Endless Space 2

Total
Endless Space 2 atinge o meio termo entre o tradicionalismo e a experimentação. Um jogo que melhora praticamente todos os aspectos do antecessor e adiciona o tempero de Endless Legend para uma ambientação interestrelar. Pode deixar a desejar um pouco na diplomacia e inteligência artificial, mas não tem como não o amar com facções tão bem elaboradas e distintas.
Muito bom

Análise – Endless Space 2

About The Author
- Colaborador para a EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.
  • Megadraviano

    Graças a Sega que conheci esse jogo.