Em comunicado oficial a seus investidores, a Electronic Arts anunciou nesta segunda-feira (18) que seu CEO John Riccitiello renunciou ao cargo.  A partir de 30 de março, Riccitiello deixará sua posição e a empresa já iniciou a busca de alguém para ocupar o seu lugar.

Desde 2007 no cargo, Riccitiello esteve atrás de diversos grandes momentos da empresa, do lançamento de sucessos como Battlefield 3 ao recente fiasco com o problemas de servidores no SimCity.

Alguns membros da indústria já esperavam que isso acontecesse, já que muitos títulos fracassaram em vendas e pós vendas nas mãos de Riccitiello. Dentre alguns exemplos que podemos citar, são The Old Republic, que em menos de um ano se transformou em Free-To-Play, ou Dead Space 3 e toda a sua controvérsia com micro-transações.

CEO da Electronic Arts renuncia ao cargo

Agora, o que exatamente atingirá a você, consumidor? Você será afetado em relação às práticas que o próximo CEO irá implementar dentro da empresa. Teremos alguém que irá implementar agressivamente micro-transações nos jogos? Alguém focado em estabelecer uma sensação de comunidade como tivemos no SimCity? Não sabemos.

O que sabemos é que a saída de Riccitiello é impactante para a indústria. A Electronic Arts se encontra em um momento muito delicado em relação a sua atual reputação com todos os recentes acontecimentos.

Enquanto a Activision foi rei nesta geração com a sua formula de Call of Duty, a Electronic Arts tem Battlefield 4 para ser apresentado em 27 de março. Resta sabermos se o próximo CEO terá a visão de mercado necessária para levar a empresa para um caminho de sucesso e lucro.

CEO da Electronic Arts renuncia ao cargo

About The Author
- Colaborador para a EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.