Pois é, para a surpresa de muitos, a Activision-Blizzard agora é independente. Em nota publicada nessa sexta-feira (26), a empresa anunciou sua separação da Vivendi. Para isso, ela gastou US$ 5,83 bilhões para comprar o restante das ações da empresa.

De acordo com notícia publicada pelo The Financial Times, a ação ocorreu após que a Vivendi forçou a Activision a assumir uma dívida e pagar uma grande quantia de dinheiro.

Anteriormente, a Vivendi já havia anunciado seu interesse em se desligar da Activision-Blizzard dado uma reestruturação para reduzir os gastos.

No momento, Bobby Kotick continuará como presidente e CEO e junto com Brian Kelly co-chairman, comprarão 172 milhões de ações por 2,34 bilhões de dólares.

Agora, o que isso significa para o jogador do dia-a-dia? Ainda não sabemos, já que não temos informações sobre o quanto a Vivendi influenciava nas decisões da Activision-Blizzard para a criação de seus títulos. O que sabemos é que a empresa era uma das maiores fontes de lucro, junto com a SFR, como mostra a imagem abaixo.

Activision-Blizzard

A Activision-Blizzard consegue muito bem se manter sozinha, apesar da queda nos assinantes de World of Warcraft, para 7,7 milhões. Eles ainda tem sucessos como Call of Duty e Skylanders que geram uma grande receita.

Só não me venham com a ideia de abrir um Kickstarter pois estão sem dinheiro, né feras?

 

 

 

 

 

 

Activision-Blizzard se desliga da Vivendi

| Notícias |
About The Author
- Colaborador para a EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.