Tava feliz que não ia gastar tanto dinheiro no Battlefield 4? Boa sorte com isso, a EA Anunciou nessa terça, 20 o Battlefield 4 Premium.

As vantagens do Battlefield 4 Premium garantem o acesso antecipado de duas semanas ao jogo e suas cinco expansões, que também já vêm no pacote. Conteúdo novo será lançado toda semana para aqueles que possuem o Premium. Além disso, a prioridade na fila dos servidores cheios também é deles.

A DICE liberou um vídeo de um minuto e meio sobre o assunto, confira e tenha uma primeira impressão de como será o Premium no Battlefield 4:

Nele, é possível ver a intensidade das batalhas que ocorrerão tanto no mar, quanto na terra e no ar. O mapa que aparenta ser de 64 jogadores está rodando num motor gráfico evidentemente melhorado; a nova destruição impressiona, pelo menos vista de longe.

Battlefield 4 Premium

O interessante é que após a metade do vídeo, o clima do ambiente muda completamente após certo tempo e uma tempestade substitui o céu ensolarado do início do vídeo. Então um navio enorme invade uma das ilhas e destrói tudo o que vê pela frente. Será que estamos falando de eventos durante a partida como os vistos em Battlefield 3?

Confira o vídeo abaixo:

No meu caso de quem tem centenas de horas de Battlefield 3, fica claro que uma enorme parte dos recursos dele está sendo aproveitada no seu sucessor. Tudo evoluiu, mas não foi criado do zero. Não é uma crítica negativa, mas uma constatação. Pessoalmente não acredito que seja mais do mesmo, pois a melhora é visível em vídeos de poucos minutos.

Caso o leitor não se sinta muito confortável com semelhanças, recomendamos que pense duas vezes antes de adquirir sua cópia de Battlefield 4, pois é justamente isso que será encontrado no jogo. Em caso negativo, nos encontraremos no multiplayer.


EA anuncia Battlefield 4 Premium

About The Author
- Estudante de engenharia que tem como principal hobby os jogos de estratégia competitivos e os títulos que são fáceis de entender mas difíceis de dominar. Jogo desde que um computador entrou pela porta da de casa e, apesar de já ter passado pela fase dos consoles da Sony, está claro que o PC é minha preferência insubstituível.