Chained Echoes

Quer saber de uma coisa? Todo RPG devia ser lançado em dezembro sem exceções. JRPG? WRPG? CRPG? Não ligo para a forma que o categorizam, dezembro é o melhor mês do ano para embarcar em uma jornada que provavelmente vai durar 30h ou mais. É por isto que eu estou um tanto aliviado que “Chained Echoes” de Matthias Linda e da Deck 13 chega em 8 de dezembro no PC, PlayStation, Xbox e Switch. Preço no Brasil ainda não foi confirmado.

O projeto que vem sido trabalhado por Matthias e outros membros temporários ao longo dos últimos 7 anos não esconde suas claríssimas inspirações em JRPGs da era “16-bit” e outros “clássicos” como “Final Fantasy”.

Como muitos JRPGs modernos, “Chained Echoes” também almeja dar uma “modernizada” em conceitos que muitos consideram “antiquados” como a ausência de batalhas aleatórias no mapa e a inclusão de um sistema de combate em turnos mais dinâmico.

Mas o que me chamou mais atenção em si foi a história, que apesar de permeada de clichês – como o continente de Valandis que, após séculos de paz, está ameaçado por rumores de uma arma de destruição em massa –, já me cativou pela possibilidade de pilotar mechs.

Sim, eu sou fácil assim de convencer. Me fale que eu posso pilotar um mech e eu provavelmente vou ao menos dar uma olhada no jogo. Mechs não são apenas uma adição temporária para certos momentos da trama, mas sim uma opção viável para os combates. Como isso vai funcionar na prática, eu não sei, mas pode esperar que em 8 de dezembro eu estarei com ele no meu PC.

Veja o trailer de anúncio e mais imagens de “Chained Echoes” abaixo:

RPG “Chained Echoes” é confirmado para dezembro no PC e consoles

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.