Olha, coragem a Modern Wolf e a Little Red Dog Games continuarem com o projeto de Rogue State Revolution. O conceito de liderar um país que passou por uma revolução democrática e – por mais que não seja dito de forma direta – é influenciado pela região do Oriente Médio, não é um que desce bem para todos. Hoje ela divulgou que o jogo de estratégia estará disponível a partir de 18 de março por US$14,99.

Essa não é a primeira vez que a desenvolvedora aposta nessa temática, já que Rogue State Revolution é uma sequência direta de Rogue State (2015), mas ao invés de um foco demasiado na narrativa, ele aposta em conceitos estratégicos.

Uma partida de Rogue State Revolution pode melhor ser descrita como “equilibrar pratos”. Você tem de tomar conta de diferentes regiões, agradar múltiplos grupos culturais, fechar tratados diplomáticos com outros países e ainda tentar não ser engolido pela influência de grandes potências globais. Isso sem contar possíveis interferências das Nações Unidas, grupos revolucionários, finanças e outros pormenores. Para “piorar” as coisas, você só tem cinco ações por turno.

Do que eu joguei da versão demo que está disponível no Steam o jogo tem umas partes um tanto… excêntricas, mas o resto é tratado com bastante sobriedade. Creio que ele no fundo vá criar alguma controvérsia ali e acolá, mas bem, é de se esperar quando você cria um jogo “inspirado” em uma região que não vê paz por décadas.

Rogue State Revolution ganha trailer e data de lançamento

About The Author
- Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.