Thrones of Brittania

Enquanto uma data de lançamento ainda não foi definida, a Creative Assembly já começou a liberar em conta gotas mais detalhes sobre Thrones of Britannia, o primeiro game do spin-off Total War Sagas e focado na Inglaterra de 878AD. Em seu blog oficial a desenvolvedora apresentou o mapa – supostamente o mais detalhado até então da franquia e 23 vezes maior do que Attila, as correspondentes facções e qual posição ocuparão no mapa.

Uma das principais diferenças apresentadas pela desenvolvedora em relação aos mapas de Attila, Rome II e mais recentemente Total War: Warhammer é a estrutura das províncias. As capitais terão muralhas, seis slots para construção de edificações e um exército para defesa, enquanto vilarejos menores não contarão com muralhas e somente um ou dois slots para edificações. Já as edificações permitidas serão baseadas nas características ao redor da região – como fazendas ou minas.

O intuito da mudança é abrir novas oportunidades defensivas e ofensivas, onde os jogadores podem ao invés de atacar diretamente o inimigo, fazer com que ele sofra uma redução no estoque de alimentos e tenha de se focar nesta crise antes de partir no ataque. O mesmo vale para o jogador, que agora terá de redobrar a atenção para vilarejos ou cidades de menor porte.

Se a IA – que já foi duramente criticada pela comunidade – fará um bom uso de tal sistema, só o tempo dirá.

Veja o mapa de Thrones of Britannia abaixo:

Creative Assembly apresenta mapa e facções de Thrones of Britannia

About The Author
-

Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.