Parece que as coisas não vão muito bem pra Crytek  mesmo, apesar de anunciado em produção pela Crytek UK no início desse ano, a Deep Silver compra Homefront e agora desenvolverá em estúdio próprio. O anúncio foi feito nessa quarta, 30, por meio de um comunicado oficial da empresa.

Deep Silver compra Homefront da Crytek

O estúdio responsável pela sequência do shooter de 2010 agora é a Deep Silver Dambuster Studio, fundada recentemente. Muitos dos funcionários que trabalhavam no game dentro da Crytek UK agora estão no novo estúdio.

Homefront: The Revolution mantém a sua previsão de lançamento para 2015 no Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Para alguns, essa notícia pode não parecer novidade. Rumores recentes apontavam sérios problemas na Crytek, principalmente na Crytek UK. Sites como o Kotaku informavam que muitos dos funcionários não recebiam o pagamento há meses, alguns funcionários haviam se demitido e a produção do game tinha sido suspensa.

Deep Silver compra Homefront da Crytek

Foi apenas na última semana que a empresa finalmente conseguiu realizar o pagamento. Em nota no GamesIndustry.biz, a Crytek apontou que a situação financeira era decorrente de um período transicional e que haviam garantido capital para continuarem na atividade. Possivelmente esse dinheiro tenha vindo da venda de Homefront.

Tais problemas também afetaram o desenvolvimento de outros jogos, como Hunt: Horrors of the Guilded Age, feito pela Crytek USA. O estúdio, situado no Texas, teve uma redução de empregados e o game agora está nas mãos do estúdio principal da empresa em Frankfurt.

Não é a primeira vez também que Homefront causa dores de cabeça para um estúdio. O original, desenvolvido Kaos Studios e publicado pela THQ causou com que a desenvolvedora fechasse pouco tempo após os seu lançamento. O game original não agradou nem a crítica nem os jogadores dado a sua campanha curta e muitos problemas no multiplayer. A própria THQ declarou falência em dezembro de 2012 após uma longa fase de problemas financeiros.

Homefront: The Revolution tinha um conceito interessante. Ele seria focado mais em um mundo aberto, onde o jogador recrutaria soldados para a resistência, estabeleceria bases e criaria armas improvisadas.

Você pode ver o seu trailer de anúncio original abaixo:

Deep Silver compra Homefront da Crytek

About The Author
-

Ex-colaborador da EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.