Se você é daqueles que não sabe mais direito o que é vida social, deve ter piorado um pouco a sua situação jogando o shooter Warframe no PC. Se estou falando grego, não perca tempo, clique nesse link de uma vez e venha me agradecer mais tarde. Eu já falei que é free-to-play?

Caso o leitor saiba do que estou falando mas não tem um computador legal ou só quer saber de jogar no seu Playstation 4 (caso tenha dinheiro para comprar ) daqui uns meses, tenho boas notícias: Warframe será exclusivo para o novo console da Sony, mas por tempo limitado.

Durante 90 dias, só quem tem um PS4 vai poder se divertir nesse cooperativo e viciar (potencialmente de novo) na ação, nos drops e na mecânica viciante de Warframe.

Toda essa brincadeira começa dia 15 de Novembro na América do Norte e 29 de Novembro se você mora na Europa e América Latina. A propósito, desde o dia 1 do lançamento do Playstation 4, o título estará disponível para download.

Warframe

Parte de mim acredita que nossos amigos consolistas estão na vantagem ao jogar Warframe no PS4 graças às novidades que o console trás. Entre elas,  está o DualShock 4, onde espero que esteja melhor que seu antecessor que, convenhamos, não era tão bom para shooter.

Além disso, se você tem algum aparelho iOS ou Android, pode baixar o app Warframe Nexus e ter duas telas à sua disposição. O Nexus te passa informações sobre a partida, possibilita a execução de certas ações e te mantém informado quando você estiver longe do seu habitat natural (leia-se o cômodo onde fica o videogame e o computador).

Mais informações serão reveladas posteriormente, caso você tenha interesse em saber mais sobre o jogo, sugiro dar uma olhada no site oficial do jogo e prepare-se para gastar uma boa grana em platinum.

Warframe será exclusivo para PS4 por tempo limitado

About The Author
- Estudante de engenharia que tem como principal hobby os jogos de estratégia competitivos e os títulos que são fáceis de entender mas difíceis de dominar. Jogo desde que um computador entrou pela porta da de casa e, apesar de já ter passado pela fase dos consoles da Sony, está claro que o PC é minha preferência insubstituível.