As Steam Trading Cards sairão do beta e serão implantadas para todos os usuários do Steam na quarta-feira, dia 26 de Junho às 15 horas de acordo com a própria Valve. O que acontece depois disso? A Valve vem sendo bem recatada, dando dicas de um evento que pode muito bem ser a Steam Summer Sale.

Cards

Essas cartas são itens virtuais que dropam aleatoriamente no seu inventário enquanto você joga certos jogos no Steam, como Counter Strike: Global Offensive e Dota 2. Destravar um set completo requere que os jogadores troquem com outros usuários do Steam para adquirir cartas que não seriam obtiveis apenas jogando. Um pouco como Pokémon, só que com dinheiro da Valve. Completar um conjunto garante uma série de prêmios e troféus; seu perfil muda completamente e de quebra ainda existe uma chance de ganhar descontos em jogos.

Profile

O anúncio pode ser encontrado no fórum do Steam e dá sinais afirmativos de um evento próximo, afirmando que “tornar as Trading Cards disponíveis a todos os usuários do Steam é um passo à frente em direção a um evento que achamos que deixará todos animados”.

A Summer Sale ocorre quando é verão na América do Norte. Durante o evento, uma quantidade colossal de jogos é colocada em promoção através de descontos bem generosos. O evento já aconteceu outras três vezes e sempre se iniciou entre o final de Junho e o início de Julho. Ele também tende a introduzir um tipo de elemento que atiça os usuários a esvaziar as carteiras, o que dá um sentido enorme a essas cartas.

As datas do início das vendas anteriores foram 24 de Junho de 2010, 30 de Junho de 2011 e 12 de Julho de 2012. Com seu primeiro dia sempre caíndo numa quinta-feira, não me impressionarei se o evento começar nessa semana ou na outra.

Que os velhos e os novos deuses nos ajudem.

Rumor: Steam Summer Sale acontecerá em breve

| Artigos |
About The Author
- Estudante de engenharia que tem como principal hobby os jogos de estratégia competitivos e os títulos que são fáceis de entender mas difíceis de dominar. Jogo desde que um computador entrou pela porta da de casa e, apesar de já ter passado pela fase dos consoles da Sony, está claro que o PC é minha preferência insubstituível.