Convenhamos, o mercado está entupido de tower defense, cada dia sai um novo. O que faz Freaking Meatbags diferente? Algumas de suas mecâncias e o seu humor.

Freaking Meatbags ( R$ 19,99) coloca o jogador no controle de um robô. Seu objetivo? Invadir e conquistar planetas. Para isso, ele precisará da ajuda de humanos.

O gameplay é divididoem três partes: coleta de recursos, shooter e tower defense.

Para construir a sua base, você precisará coletar recursos espalhados pelo mapa, você conta com a ajuda de humanos que se juntaram “voluntariamente a sua causa”. Tais humanos podem ser melhorados por meio de uma máquina de DNA.

Freaking Meatbags

De acordo com a modificação gerada, você pode ter um humano que irá coletar recursos mais rapidamente, será mais resistente a ataques ou até poderá atacar. A modificação varia de planeta para planeta, já que alguns contam com DNA alienígena, supostamente os melhores para a combinação.

Sem contar com isso, é o seu típico tower defense, coloque as suas estruturas, otimize o caminho para aumentar o dano ao inimigo e reduzir o seu, aguente uma quantidade específica de waves e colete as recompensas.

Freaking Meatbags

Entre as missões você tem acesso ao shop, que oferece novas edificações, melhorias para o seu robô mestre e algumas melhorias para os humanos.

Em certas missões, você também poderá ajudar na batalha. Drones espalhados pelo mapa permitem que o jogador controle o robô principal e o torne uma máquina de guerra. Os inimigos deixam cair CPUs, que são usadas na loja para melhorar o seu robô.

Mas o que me atraiu mesmo foi o humor em Freaking Meatbags, cai muito bem nos protagonistas. Por exemplo, logo na primeira missão, você promete proteger os humanos. Não dá nem cinco segundos e um robô ataca um humano e lá se vai sua promessa.

Sem contar as cartas da sua mãe que recebe entre as missões, ou outros diálogos absurdos entre você e seu chefe.

Claro que ainda é muito cedo para dizer se o humor realmente vai conseguir sustentar as outras mecânicas relativamente simplórias de Freaking Meatbags, mas até o momento, é um ponto positivo.

Freaking Meatbags

Sua mãe….robô…. te envia cartas “fofas” entre as missões

Como se trata de um título em Early Access, Freaking Meatbags, apesar de ter boa parte de suas mecânicas bem solidificada, ainda possui poucas missões.

Ficamos impressionados, porém, com tamanho polimento do título. Após passarmos muito tempo tendo de lidar com alphas e betas praticamente injogáveis, não termos dor de cabeça ao iniciar pela primeira vez Freaking Meatbags foi um alívio.

Por ser basicamente feito com pixel art, não precisará de um computador potente para rodá-lo, o que o faz uma boa pedida em comparação com outro tower defenses com mais efeito. Ainda mais para o pessoal que usa notebook, já que as fases são curtas e não precisa de tanto foco para completa-las. Ao menos no momento.

Freaking Meatbags promete ser um bom tower defense. Creio que possa passar despercebido para muitos, mas vai por mim, vale pegar agora em Steam Early Access pelo seu humor e pelas mecânicas onde você controla o seu robô.

Preview – Freaking Meatbags

About The Author
- Colaborador para a EGW e redator para o BABOO. Tento constantemente entender sistemas e relacioná-los às emoções e reações que sentimos nos jogos.