O amado e popular Dota 2 já é Free to Play e teoricamente está disponível para todos no Steam. Mas na prática, será mesmo que um MOBA tem lugar para os jogadores casuais, que não se importam em ganhar e só estão jogando pela diversão? Existe espaço para essa linha de pensamento dentro de um jogo tão competitivo?

Uma discussão no Reddit aborda justamente esse assunto. O tópico não se atém ao MOBA da Valve, e sim à toda a comunidade elitista do gênero, que apresenta uma série de traços em comum, principalmente quanto ao comportamento agressivo apresentado durante a experiência de jogo.

Tentando justifica-lo, o usuário unitgame menciona a duração das partidas. No caso do Dota 2, ela varia de 30 a 50 minutos o que é “um investimento considerável de seu tempo e esforço”, fazendo com que muitos esperem que os outros integrantes do time mostrem algum serviço para que a partida seja aproveitável. No caso de League of Legends, é possível conceder a vitória ao time adversário. Como este artifício não está presente no Dota, a inclinação à irritabilidade é muito mais acentuada.

Com uma visão menos imparcial, o redditor evereal se mostrou convicto de uma resposta afirmativa, pois apesar de “todos os jogos apresentarem a sua parcela de imbecis”, no MOBA “isso é significantemente maior”. Um jogador estaria completamente justificado caso optasse por comunidades mais amigáveis e não fosse sentir falta das intermináveis ondas de creeps.

Dota

Caso o leitor goste do gênero mas não se preocupa com a vitória nem se imagina num campeonato importante com milhares de pessoas te assistindo, Dota 2 é o melhor jogo para você; ele foi desenvolvido da forma mais amigável possível para um MOBA. O título possui inúmeros tutoriais que vão ficando gradativamente mais próximos da realidade e, segundo opções ainda não disponíveis, aparentemente será possível jogar com um tutor, garantindo o acolhimento até mesmo dos inexperientes.

A propósito, o ideal seria um sistema desses em todos os jogos do mesmo gênero, pois a mecânica complexa na maioria dos casos ainda depende de literalmente centenas de partidas para se tornar confortável a um novo jogador que se vê obrigado a aprender sem passar por fases desenvolvidas unicamente para o fim de ensinar alguém a jogar.

Em suma, a fórmula é simples e vale para qualquer jogo: Desde que seu gosto por ele seja maior que o desprezo pelos usuários mais agressivos, existe um lugar para você. No Dota, nem todos os seus teammates serão compreensivos com os erros dos outros. Se você é casual, eventualmente terá de aturar esse tipo de atitude. Não há nada que possa ser feito quanto a isso. O recomendado nessas situações é se preocupar com o seu jogo, com as suas habilidades e com os seus objetivos, pois apesar de ter outros quatro no seu time, a diversão é prioridade e responsabilidade completamente sua.

Lucas:

Bom, originalmente o artigo é do Henrique, mas me vejo também na obrigação de opinar sobre esse assunto.

Creio que sim, há espaço para jogadores casuais em MOBAs, talvez não no DOTA 2, mas no gênero de forma geral. Conheci muitas pessoas que jogavam apenas contra bots, não por medo de ser xingado por outras pessoas, apenas por se divertirem desse jeito.

Ainda vai demorar considerável tempo até que consigamos encontrar um meio termo entre um MOBA hardcore e um MOBA casual. Muitos deles ainda não oferecem um tutorial adequado para o estilo de jogo.

Claro, o do DOTA 2 foi um passo no caminho certo, mas está longe de ser algo perfeito. Builds de heróis, itens situacionais, melhores maneiras de usar wards, quando usar wards, quando comprar Gem of True Sight, como parar um Spirit Breaker Feedado (impossível) e outras coisas como essas ainda se escondem no meio de guias online ou da dica de amigos que leram em guias online.

Sinceramente não sei como realizaríamos tais mudanças dentro do jogo para a introdução desses tutoriais ou guias. Tenho uma ideia de tutoriais avançados para situações específicas, mas são tantas que demorariam anos para que uma empresa conseguisse finalizar tudo isso.

Enquanto isso, os jogadores continuarão a percorrer o caminho formado por dor, suor, lágrimas e xingamentos até aprenderem a jogar seu MOBA preferido. Vamos torcer para que isso um dia mude

Dota 2 tem espaço para jogadores casuais?

| Artigos |
About The Author
- Estudante de engenharia que tem como principal hobby os jogos de estratégia competitivos e os títulos que são fáceis de entender mas difíceis de dominar. Jogo desde que um computador entrou pela porta da de casa e, apesar de já ter passado pela fase dos consoles da Sony, está claro que o PC é minha preferência insubstituível.