A Blizzard Entertainment recebe um lucro imenso da franquia World of Warcraft, além de ter um MMO em produção há algum tempo, apesar de nunca ter sido anunciado. Recentemente esse quadro se alterou e a empresa resolveu reiniciar todo o projeto.

O time de 100 desenvolvedores trabalhando no jogo apelidado de “Titan” foi reduzido a 70 posições, e a Blizzard está realocando essas pessoas para outras tarefas. Enquanto isso, o núcleo da equipe recomeçará a produção de Titan. Agora o título é esperado para o começo de 2016, no mínimo. Com tantas profecias Maias e apocalipses previstos para os dias com números razoavelmente significativos, está cada vez mais difícil de conseguir jogar Titan antes que tudo acabe.

World of Warcraft, a maior fonte de renda da Blizzard, vem gerando em torno de 1 bilhão de dólares por ano, com milhões de jogadores. Mas com a recente queda na quantidade de assinantes, não é equívoco afirmar que os números continuem a decair no futuro. Isso sugere que a Blizzard realmente precisa botar essa carta na mesa.

Infelizmente os times de desenvolvimento da Blizzard não são conhecidos pela velocidade. A desenvolvedora frequentemente cancela projetos que apesar de estarem sendo produzidos há anos, não atendiam ao padrão de qualidade. Tanto Starcraft quanto Warcraft 3 passaram por isso; e convenhamos, ambos são obras de arte, o que justifica parcialmente a atitude.

Informações sobre o MMO têm vazado há alguns anos, mas a Blizzard nunca nomeou oficialmente o projeto. Titan era um apelido que vazou desprovido da companhia de uma data de lançamento. Muitos vinham esperando o jogo no início de 2014 por conta da agenda de lançamentos ilustrada abaixo. Não é claro se as informações eram precisas, mas elas levaram muita gente a acreditar que Titan sairia ou no final desse ano, ou no início de 2014.

screen-shot-2011-07-25-at-7-57-20-am

Em uma declaração, o porta-voz da Blizzard Shon Damron disse: “Nós sempre tivemos um processo altamente iterativo,” (em outras palavras, baseados em repetições que geram resultados cada vez melhores) “e o MMO não anunciado não é exceção. Nós chegamos em um ponto onde precisamos fazer mudanças no projeto e na tecnologia para o jogo. Estamos usando essa oportunidade para deslocar alguns recursos para auxiliar outros projetos enquanto o a equipe principal adapta nossa tecnologia e ferramentas para acomodar essas novas mudanças. Note que nós não anunciamos nenhuma data para o MMO.”

Agora que o projeto foi supostamente reiniciado, não parece que ele estará no mercado num futuro próximo. Enquanto isso, esrá uma grande provação no mercado para a Blizzard continuar segurando os assinantes de World of Warcraft numa época onde muitos outros MMOs se tornaram completamente free-to-play. A empresa manteve o modelo baseado em assinaturas, mas fez concessões, como tornar gratuitos os primeiros 20 núveis do jogo.

A primeira menção de Titan foi feita em 2011. O Diretor de Operações Paul Sams disse em uma entrevista que “nós pegamos alguns dos nossos desenvolvedores mais experientes e os atribuímos à produção (de Titan). Acreditamos que temos uma equipe dos sonhos. Essas são as pessoas que fizeram World of Warcraft um sucesso. Vamos explodir a cabeça das pessoas.”

As promessas são muitas e todas elas vêm de uma empresa que já provou seu nome. Só nos resta esperar, mais do que prevíamos, para que sejamos abençoados com mais um título vindo da Blizzard Entertainment.

Blizzard reinicia o projeto de seu MMO não anunciado: “Titan”

| Notícias |
About The Author
- Estudante de engenharia que tem como principal hobby os jogos de estratégia competitivos e os títulos que são fáceis de entender mas difíceis de dominar. Jogo desde que um computador entrou pela porta da de casa e, apesar de já ter passado pela fase dos consoles da Sony, está claro que o PC é minha preferência insubstituível.